Ciência

Ondas gravitacionais encontradas pela primeira vez

Ondas gravitacionais encontradas pela primeira vez

Os cientistas acabam de confirmar a descoberta de ondas gravitacionais criado a partir de dois buracos negros que se fundem. Pesquisadores do Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory (LIGO) nos Estados Unidos observaram pela primeira vez as ondas que confirmam a Teoria da Relatividade Geral de Einstein.

Em essência, a teoria afirma que a gravidade dobra o espaço e o tempo, portanto, quanto maior a massa do objeto, maior o efeito. As ondas gravitacionais descobertas são oscilações no espaço-tempo criado pela colisão dos buracos negros.

As ondas foram observadas pela primeira vez em 14 de setembro de 2015, mas só recentemente foram comprovadas e confirmadas. Os buracos negros foram por muito tempo considerados os únicos objetos com massa suficiente para criar ondas grandes o suficiente para detecção. Um deslumbrante 50 vezes o poder de todas as estrelas no universo observável foi lançado na colisão. Determinou-se que as chances de os cientistas estarem errados sobre a descoberta é de 1 em 6 milhões. Abaixo está um vídeo demonstrando como seria a colisão.

Esta nova evidência para a teoria de Einstein desencadeia uma nova onda de investigação na física do universo. Sem mencionar que décadas de pesquisas baseadas em ondas gravitacionais ganharam força adicional com a descoberta.

"Detectar e medir ondas gravitacionais é o Santo Graal da Teoria da Relatividade Geral de Einstein." ~ Bob Bingham, físico

Além da confirmação da existência de ondas gravitacionais, também foi comprovado que elas viajam à velocidade da luz. Teoricamente, os físicos acreditavam que as ondas se moviam nessa velocidade, mas agora que está confirmado, a porta está aberta para novas pesquisas. Estima-se que cada um dos buracos negros foi 40 vezes a massa do Sol e 150 km de diâmetro.

Não há dúvida para a descoberta, pois os dois observatórios são aclamados como os "dispositivos de medição mais precisos já construídos", de acordo com o diretor do laboratório. Esta descoberta inovadora pode levar a uma maior confirmação das teorias que cercam a criação do universo, o que está além dos buracos negros e até mesmo um novo campo da física chamado gravidade quântica.

VEJA TAMBÉM: PESQUISADOR PROPÕE UMA FORMA DE CRIAR E MANIPULAR GRAVIDADE

Einstein acertou o tempo todo, e físicos, pesquisadores e engenheiros de todo o mundo estão celebrando essa incrível nova descoberta.


Assista o vídeo: O som de um buraco negro (Janeiro 2022).